O que a falta dela não faz...

- CADÊ ELA? - levantou ele bastante suado, ainda em sonho.
- Ela quem, querido? - respondeu ela, ainda sonolenta e sem ciúmes.
- ELA!
- Pára de gritar...
- Ela se foi...
- Ela quem, meu Deus!
- ...
- Tudo bem?
- ...
- Ei, acorda!
- oi.
- Quem é ela?
- Humgs, humgs...
- Dormiu...

algum tempo depois...

- LÁ VEM ELA!
- zzzz.
- OLHA LÁ!
- hum?
- ELA! ELA!
- Quem? Quem?

E ele, passado o pesadelo, voltou a dormir subitamente e a sonhar com o retorno dela. Ela? Ah, muitos a conhecem como criatividade, mas pode chamar de idéia mesmo.

1 comentários:

Fábio disse...

Ótimo texto julião!! bacana mesmo =D