A volta dos barbudos

Veja só: o Los Hermanos voltou a tocar junto depois de quase dois anos afastado. Não se sabe bem o porquê da ruptura, que dava pintas de ser definitiva, mas o fato é que eles toparam se reunir, ensaiaram e foram dar um upgrade no festival que trouxe Radiohead ao Brasil pela primeira vez.

Porém, nos dois shows que fizeram no Rio e em São Paulo, a sensação que ficou foi de que algo estava errado. Não havia a velha animação, nem a cúmplice troca de olhares. Para mim, eles voltaram por amizade, pela saudade, mas pensando que ainda há muito a se fazer por suas carreiras solo.

Dos quatro, apenas Rodrigo Barba esboçava uma animação, cantando partes das músicas. Amarante fez pouco a sua dancinha, enquanto Camelo só rasgou a garganta para cantar. Já Bruno Medina manteve-se sóbrio no teclado, como sempre. Uma banda normal, longe da comoção de antigamente.

Se eles vão voltar ou não, ainda é um mistério. Eu, particularmente, confio que não. Afinal, a metade deles (Camelo e Amarante) já começa a se firmar nas carreiras solo. Porém, se voltarem, espera-se novidade, discos novos, músicas novas. Ou seja, o velho Los Hermanos de sempre.

1 comentários:

Fábio disse...

Também acho que não voltam, francamente. E se é para voltar com essa falta de animação, melhor mesmo não voltarem, né?