História de Amor (?)

No quarto pequeno, ela na cama, ele no criado-mudo.
Conversavam sobre o dia, ela falante, ele entre "ah, é?" e "hums...".
Foi quando ela citou o nome de outro.
Ela continuou a gesticular, ele enrubresceu.
- Ciuminho, meu bem? - perguntou ela, insinuante.
- Não, amor. - respondeu ele, com a voz embargada.
Sacou o trinta e oito e, enquanto era abraçado, puxou o gatilho.

autoria: Julio Simões - data: 25/08/2006

2 comentários:

Mariana disse...

Juliooo!!!
Adorei o texto!!!
Final...com o toque de suspense-ambiguo-vai-sabe-o-q-deu!!! =D
hahahahaha
Tava vendo Cultura...e passou o museu de sao paulo...Lembrei daquele dia q passamos na frente do Masp (acho..é ne?!?)...e nao quisemos parar (Mirelli tava com preguiça tbm...rs)...uma pena...=(
Proxima vez...temos q ir...;) =D
Beijosss!!!
Novamente...adorei o texto!!!=)

Jo disse...

verdade, agora prestei atenção na ambugüidade do final... poucas linhas dá margem a isso! legal.